Em Rio Pardo de Minas não havia confirmação de casos de COVID-19 até o domingo 07 de junho, quando foi confirmado o primeiro caso no município. O primeiro paciente é do sexo masculino, tem 54 anos. As pessoas ficaram bastante aterrorizadas com os casos novos, pois até então havia apenas alarmes falsos.

Desde o início da pandemia da covid-19, doença causada pelo coronavírus, as famílias brasileiras tiveram alterações em seu cotidiano devido às medidas tomadas para impedir a disseminação do vírus. Uma alternativa encontrada para interação nesse contexto usada por educadores e formadoras de opinião foram as lives que impulsionaram o consumo de...

Nesta segunda, o Olhares do Campo traz uma atualização da situação da pandemia da covid-19 nas cidades de abrangência da Licenciatura em Educação do Campo da UFVJM, situadas nos Vales dos Rios Jequitinhonha, Mucuri e Doce, norte e nordeste de Minas Gerais.

O coletivo de discentes do curso de Licenciatura da Licenciatura em Educação do Campo (LEC) e a Comissão de Articulação Estudantil da LEC da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), representando o conjunto de estudantes da LEC, viemos, por meio desta carta, expressar nosso posicionamento quanto à retomada das atividades...

Neste período de distanciamento social para grande parte da sociedade, nossa principal notícia continua a ser a covid-19 e seus males, pelo menos até os números de vítimas começarem a diminuir. Enquanto as boas notícias não vêm, o Olhares do Campo passa a trazer semanalmente um boletim com a situação da pandemia da covid-19 nas cidades de...

A sociedade brasileira deve enfrentar de frente um de seus maiores obstáculos: aceitar sua própria diversidade e combater o racismo. O Brasil é um país de grande miscigenação e a maioria de seus habitantes descendem dos negros, porém o racismo persiste em grande intensidade causando inúmeros problemas como a exclusão, desigualdade racial e social.

O medo voltou a apavorar os moradores de Fidelândia, pois, em página do Facebook[1], a prefeitura municipal de Teófilo Otoni informou que hoje, no dia 27/04/20, há oito casos confirmados de covid-19, sendo que três são em profissionais de saúde. A situação é preocupante também para Fidelândia e Ataléia, pois Teófilo Otoni é a cidade que os...

O Brasil é uma sociedade com preconceito religioso, apesar da Constituição de 1988, em seu artigo 5º, inciso VI, assegurar o direito do cidadão exercer qualquer tipo de religião. Contudo, práticas de intolerância constrangem e até impedem alguns de exercitarem tal direito. Esse tipo de comportamento fere a dignidade humana e, portanto, deve ser...

Como é de conhecimento geral, a covid-19 é uma doença infecciosa causada pelo vírus SARS-CoV-2, o coronavírus. Tal doença pode causar infecções respiratórias que, em caso de agravamento, pode resultar em morte. O primeiro caso confirmado de pessoa infectada no Brasil foi no dia 26/02/2020 no estado de São Paulo. De acordo o site El País Brasil[1],...

Estamos em uma sociedade desigual, em um país em eterna construção. Em meio a tanta desigualdade, um sistema de méritos e direitos que considere todos iguais, ao em vez de conseguirem diminuir a desigualdade, vão mantê-las pelo uso da má-fé.

ARTIGO DE OPINIÃO

O que nos importa? 

por Roger Pereira 

Num/ mundo cada vez mais conectado, estamos a poucos cliques de qualquer informação. Não precisamos de mais do que alguns segundos para saber as principais notícias do Brasil ou do mundo, lendo, ouvindo ou vendo, quase que em tempo real, os acontecimentos mais importantes nos sendo transmitidos ou relatados pelos mais diversos canais. Mas e os fatos que acontecem ao nosso redor? O jornalismo de massa e globalizado nos permite acompanhar passo a passo as guerras no Oriente Médio, as disputas comerciais entre Estados Unidos e China, o drama dos refugiados (sírios ou venezuelanos). O noticiário não nos deixa esquecer a prisão do ex-presidente Lula, nos alerta sobre cada centavo que o dólar oscila a cada hora do dia, nos deixa por dentro da vida das celebridades e nos notifica a cada gol do Flamengo. 

É muito bom estar bem informado. O acesso a todo esse conteúdo nos permite formar nossos conceitos, escolher em quem confiar nosso voto, decidir se é hora de poupar dinheiro ou comprar um bem. Nos dá cultura, nos deixa mais preparados para o dia a dia. 

Mas será que os grandes jornais, sites ou programas de notícias na TV nos dão todas as notícias que precisamos? Mais: será que nos dão as notícias que mais precisamos? As informações e os acontecimentos que mais influenciam nossas vidas não são os de São Paulo, nem de Brasília, muito menos, de Washington. A notícia que realmente importa é a que acontece na nossa comunidade, ao nosso redor. E isso não sai no jornal. 

Essa é a função do jornalismo comunitário: um jornalismo feito pela comunidade e para a comunidade, em que o que importa, e só o que importa, é o que acontece neste local ou grupo específico. Aqui, a notícia é o nosso problema do dia a dia, os grandes fatos são os acontecimentos que envolvem a nossa gente, os principais eventos, os que ocorrem do lado de nossa casa.

Que notícia influencia mais a nossa vida? Uma reunião da ONU sobre a crise ambiental, ou um programa na nossa região para incentivar a produção de orgânicos? A retomada do programa espacial da NASA ou a mudança do horário do ônibus que pegamos todos os dias? O vencedor do prêmio Nobel ou um novo curso ofertado na nossa universidade? A crise política nos Estados Unidos, ou a criação de um conselho local? Os gols do Neymar ou um programa de iniciação esportiva lançado para nossas crianças? O próximo disco da Anitta ou a programação cultural de nossa cidade? 

O jornalismo comunitário traz informação específica e relevante para a comunidade a que se propõe a atender; deixa a população ciente dos problemas e dos acontecimentos do local; envolve as pessoas na produção de conteúdo; promove ações e, até, produtos locais com eficiência; e aumenta o poder de reivindicação do povo perante as autoridades. Faça parte do seu jornal comunitário: informe-se e ajude a informar...