SARAU VIRTUAL espaço de prosa e poesia

ELA

Por: Samuel Lemes Pereira

FONTE: <pixabay.com>
FONTE: <pixabay.com>

 Ela e humildade, educada e delicada;

Trabalha e estuda, moça determinada;

Por mais que a maldade desse mundo tente lhe fazer, chora;

Nada a deprime ou a faz parar;

Moça de se admirar, de um belo sorriso estampado na face;

Encanto-me por seu lindo cabelo cacheado ou liso;

Seus olhos são nada mais que joias do paraíso.

Você é como o sol para mim;

Faça-me de girassol e me perco nos brilhos das curvas do seu corpo;

Em meio à escuridão dessa sociedade, desse mundo louco,

Você é a lua e por você eu morro;

Eu sou o lobo, que vive recitando melodias de admiração;

Em comparação pro meu coração, igualmente a água sua presença e vida.

E eu despreparado, Perto de você, o ar parece pesado, parado e denso;

Ao seu lado, meu raciocínio se torna tão lerdo, lento por instinto;

Sinto os ritmos do meu coração se tornarem imprevisíveis;

Minha boca seca, minha pupila dilata;

A ansiedade que me mata aos poucos;

Percebe-se em sinais tão visíveis;

Que é mais que paixão e o amor, de valores incalculáveis;

E esse amor que eu sinto me sufoca a cada respiração;

E o meu corpo vira uma pedra, parado e sem reação.

Como um computador;

Penso em cada frase que vou lhe dizer, que sufoco;

Para não lhe parecer chato ou um louco, desculpe-me a falta de rima rica;

A alegria se torna tão infinita se recebo um elogio seu;

E eu Sinto-me um bobo, um louco;

Deus, um coração só, para tanto amor é pouco.