PREVENÇÃO À COVID-19 E ISOLAMENTO SOCIAL NA COMUNIDADE DE FIDELÂNDIA-MG

Como é de conhecimento geral, a covid-19 é uma doença infecciosa causada pelo vírus SARS-CoV-2, o coronavírus. Tal doença pode causar infecções respiratórias que, em caso de agravamento, pode resultar em morte. O primeiro caso confirmado de pessoa infectada no Brasil foi no dia 26/02/2020 no estado de São Paulo. De acordo o site El País Brasil[1], as secretarias estaduais de saúde contabilizaram até o domingo 19 de abril, 38.654 casos confirmados de infectados pela covid-19 com 2.462 óbitos no país.

Por Edilaisa Ramos Pego

Agentes Comunitários de Saúde de Fidelândia em fotografia de Sebastiana Ramos, uma das agentes, que autorizou publicação.
Agentes Comunitários de Saúde de Fidelândia em fotografia de Sebastiana Ramos, uma das agentes, que autorizou publicação.

Em resposta à pandemia, a comunidade de Fidelândia, pequeno distrito situado no município de Ataléia - Minas Gerais, iniciou as medidas preventivas para o combate da covid-19 no dia 18/03/2020. Na ocasião as escolas enviaram um comunicado para os pais e responsáveis dos estudantes informando que as atividades escolares seriam paralisadas inicialmente até o dia 22/03/2020. Devido o rápido avanço do contágio do vírus, as escolas da comunidade, como todas do Estado de Minas, ainda permanecem fechadas como medida de segurança. No dia 20/03, as igrejas de Fidelândia também foram fechadas para evitar aglomeração de pessoas. As reuniões mensais da associação Rural de Fidelândia também foram suspensas.

Hoje, quando finalizo este texto para publicação, 20/04/2020, as atividades essenciais continuam funcionando normalmente na comunidade. Permanecem abertos, por exemplo, supermercados, padaria, farmácia, posto de gasolina e o centro de saúde. Os agentes comunitários de saúde - enfermeira e técnicos de enfermagem - vêm realizando um excelente papel de informação e prevenção e vêm solicitando à comunidade a adoção das medidas preventivas, principalmente o isolamento social, que hoje é considerado o modo mais eficaz no combate à contaminação. Para que pudessem atingir o maior números de pessoas, os agentes de saúde intensificaram a divulgação de tais informações com estratégias como o uso do autofalante da igreja católica, que se faz escutar em toda a comunidade. 

No dia 23/03, os funcionários da saúde começaram a campanha de vacinação da H1N1, de acordo com calendário nacional. Até o dia 31/03, todos acima de 60 anos residentes da comunidade já haviam sido vacinados. Agora, os funcionários se organizam para levar a campanha de vacinação nas comunidades rurais. Adicionalmente, a população já foi informada para procurar o centro de saúde só em caso de emergência.

A comunidade de Fidelândia fica a 100 km da cidade de Teófilo Otoni e pertence ao município de Ataléia. De acordo o Boletim Epidemiológico do Diário Municipal, disposto no Facebook[2] na página oficial da Prefeitura de Ataléia, até o dia 15/04 não constava nenhum caso de pessoa contaminada pela COVID-19. O mais próximo que o município esteve de comprovar alguma contaminação foi no dia 03/04, quando foi divulgada nota pela Prefeitura Municipal de Ataléia informando que estava em investigação um óbito de uma mulher no município com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus. No entanto, em nota da Prefeitura, no dia 13/04, o prefeito Tarik Barbosa informou que o resultado do exame da paciente foi negativo.

Apesar das informações e da situação geral do país, algumas pessoas da comunidade de Fidelândia continuam levando a vida normalmente. Nos últimos dias, por exemplo, foi possível ver jovens se reunindo para jogar futebol ou para fazer churrascos e bares funcionando normalmente. Alguns moradores ainda não aderiram às medidas preventivas, defendendo que aqui ainda não houve nenhum caso suspeito, que estamos seguros por estarmos afastados das grandes capitais, onde ocorrem os maiores números de casos de contaminação. No entanto, é preciso fomentar a importância do isolamento social independente da comunidade ser pequena. Segundo o site Estado de Minas[3], o novo coronavírus tem avançado pelo interior de Minas com a confirmação de casos da doença em 31 municípios.

[1]<https://brasil.elpais.com/brasil/2020-04-20/ao-vivo-ultimas-noticias-sobre-o-coronavirus-no-brasil-e-no-mundo.html>

[2]<https://www.facebook.com/prefeituradeataleia/posts/2768508143203603>

[3]<https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2020/03/31/interna_gerais,1134038/coronavirus-avanca-e-minas-confirma-casos-em-31-cidades.shtml >