Feira de ciências, cultura e arte marca fim do ano na zona rural de Rio Pardo de Minas

Com apoio de duas universidades federais, UFVJM e UFMG, evento ocorreu na Escola Estadual Norberto de Almeida Rocha, localizada na comunidade Apóstolo Simão.

Por Emanuela Miranda

No dia 30 de Novembro de 2018, a Escola Estadual Norberto de Almeida Rocha - localizada na comunidade Apóstolo Simão, município de Rio Pardo de Minas/MG - promoveu a tradicional "Feira de ciências, cultura e arte", aberta para toda comunidade escolar e região. Neste evento teve apresentações de teatro, artesanatos (feitos por alunos dessa escola), tapetes, quitandas, músicas ao vivo, e artigos de áreas da Biologia, Química e Física. Todos esses elementos entusiasmaram o público campesino e não campesino ali presente. Diversas barraquinhas foram expostas para comportar os mais variados produtos advindos de comunidades campesinas localizadas nas redondezas da unidade escolar.

A novidade ficou por conta da integração com duas universidades federais cujos estudantes habitam na região. A escola contou com a colaboração de licenciandos em Educação do Campo da UFVJM e da UFMG, igualmente vinculados ao Programa Residência Pedagógica (RP). Segundo o site da CAPES (BRASIL, 2018), o programa RP tem como objetivo auxiliar na formação dos estudantes de licenciaturas, inserindo os mesmos nas escolas de educação básica. A partir das orientações de um(a) professor(a) da escola e universidade, os estudantes em formação participam no espaço educativo de forma ativa em diversas atividades, como regências de aulas e projetos. Em Rio Pardo de Minas, parte das atividades dos participantes do programa consistiu em colaborar ativamente na construção da feira. 

Escola Estadual Norberto de Almeida Rocha conta com a colaboração dos residentes da LEC/UFVJM e UFMG para variadas atividades pedagógicas
Escola Estadual Norberto de Almeida Rocha conta com a colaboração dos residentes da LEC/UFVJM e UFMG para variadas atividades pedagógicas

Com intuito de integrar as duas universidades ativas no RP na escola, os residentes optaram conjuntamente por exibir uma maquete, a partir da qual apresentariam diversos aspectos das comunidades a que pertencem muitos dos estudantes. A construção da maquete tomou por base dois mapas cartográficos anteriormente produzidos por residentes da LEC/UFVJM: um mostrando a estrutura da escola; outro, a localização da escola e das comunidades de onde vem os estudantes. O produto final foi construído com o intuito de apresentar de forma detalhada à comunidade escolar as localidades e outros aspectos de identificação do território.  

As maquetes foram um desdobramento de atividades anteriores do programa Residência Pedagógica
As maquetes foram um desdobramento de atividades anteriores do programa Residência Pedagógica
A integração entre as universidades foi um fator marcante no processo de construção da atividade
A integração entre as universidades foi um fator marcante no processo de construção da atividade

A atividade, embora organizada pelos universitários, envolveu ativamente boa parte da comunidade. Em especial, nos mapas elaborados, contou-se com a participação de alunos da escola e motoristas da linha dos ônibus escolares. A atividade possibilitou sistematizar alguns dados e aspectos relativos ao modo de vida das pessoas e outras informações sobre as localidades atendidas pela escola. Entre outros detalhes, contou-se com a representação e disposição geográfica das casas, dos rios, e da linha de transporte escolar, com os principais tipos de produção da agricultura familiar (mandioca, cana, abóbora e café), bem como com as monoculturas presentes (eucalipto e café).

As maquetes permitiram a comunidade e a escola pensar no próprio território de formas diferentes
As maquetes permitiram a comunidade e a escola pensar no próprio território de formas diferentes

Além de promover a valorização do contexto sociocultural local por meio das maquetes, o grupo de universitários também contribuiu com apresentações relacionadas à área da Biologia. Tal disciplina, especificamente, foi objeto de atenção de estudante da habilitação em Ciências da Natureza-LEC/UFVJM, por meio de apresentações sobre os benefícios da preservação da mata ciliar nas beiradas dos córregos e rios. 

As apresentações foram uma maneira de chamar a atenção para questões locais pertinentes
As apresentações foram uma maneira de chamar a atenção para questões locais pertinentes

REFERÊNCIAS:

BRASIL. Programa de Residência Pedagógica. Fundação CAPES Ministério da Educação. Publicado em 01 Março, 2018. Disponível em: <https://www.capes.gov.br/educacao-basica/programa-residencia-pedagogica> Acesso em 11 Dez. 2018.

Créditos das imagens: Emanuela Miranda

Veja também

Como alguém que acompanha de perto o projeto 'Olhares do Campo' desde seu início, quando atuava como bolsista ao fim de minha graduação, trago hoje uma retrospectiva de um ano do projeto. Como sou natural de uma comunidade do campo, ao longo de minha vida não sabia exatamente o que era novo em uma notícia, apesar de gostar de...