Capivari, suas atrações turísticas e seus festejos

A comunidade localizada no município do Serro-MG é conhecida pelos seus atrativos naturais e possui particularidades como o 'Teatro Cantado', apresentado por moradores.

Por: Eni Elizabete Marques Ribeiro

 Vista da chegada de Capivari 

Fundada por famílias de escravos liberados, a comunidade de Capivari está localizada no Alto Jequitinhonha, aos pés do Pico do Itambé e a 27 km da sede do município de Serro, do qual faz parte, no estado de Minas Gerais. Tem aproximadamente 123 famílias e em torno de 490 habitantes. No tempo em que o município do Serro era o centro social da região e se chamava Ivituruy e a vizinha Diamantina, hoje conhecida como um polo local importante, ainda se chamava Arraial do Tijuco, havia na região as presenças de Dona Carlota e Dona Francisca Aguiar (dona Chiquinha). Ambas foram fazendeiras muito poderosas, donas de muitas terras e escravos. Com a abolição da escravatura, em 1888, deixaram propriedades e bens para o sustento das comunidades de escravos liberados, que naquela época se dedicaram a cultivar a roça e ao garimpo.

Capivari é muito conhecida pelos seus atrativos naturais: como a vista do Pico do Itambé, a Cachoeira do Tempo Perdido, a Cachoeira dos Coqueiros, a Cachoeira do Amaral, a Cachoeira das três Marias.

 Na arquitetura, destaca-se a antiga Capelinha de Bom Jesus, um dos cartões postais de Capivari, que foi fundada em 1808, bem antes da comunidade ser constituída e foi só mais tarde ampliada e reformada.

Chama também a atenção o calendário de celebrações religiosas da comunidade. Uma das mais conhecidas é a festa de Nossa Senhora de Aparecida e Senhor de Boa Vida, celebrada em outubro.

Imagem da festa de Nossa Senhora Aparecida

A peculiaridade desta festividade é a simulação da saída da imagem da Nossa Senhora das Águas, feita no Córrego Rico. Esta festividade ficou por um tempo esquecida e agora está sendo recuperada. Outros eventos importantes são as festas de Sto. Antonio e São João em junho.

Outro atrativo famoso da comunidade é o Teatro Cantado de Capivari. Criado por Maria Pinto com a intenção de arrecadar dinheiro para construir a igreja de São Geraldo, há mais de 60 anos, foi retomado em 1998, com a chegada do turismo, completando 21 anos agora em 2019. Com o novo nome de 'Quatro Gerações', a peça teatral cantada faz alusão às origens de Capivari, quatro gerações atrás, e apresenta aspectos da comunidade.

Imagem do Teatro em Capivai

Para conhecer mais sobre a comunidade, você pode visitar diretamente o local e caminhar pelas trilhas ornamentadas por orquídeas e sempre-vivas; refrescar-se nas mais lindas cachoeiras de toda a região; assistir ao nascer do sol no Pico do Itambé e o pôr do sol na Serra do Raio; assistir a peça de Teatro Cantado; conhecer as celebrações locais, os pratos mineiros no fogão a lenha, o queijo artesanal, o café torrado em casa, e sobretudo, ser recebido pelas pessoas humildes e acolhedoras que moram em Capivari.

Vejam outras imagens deste lugar maravilhoso

Crédito das imagens: Marcus Pavani e Eni Marques

Veja também

Como alguém que acompanha de perto o projeto 'Olhares do Campo' desde seu início, quando atuava como bolsista ao fim de minha graduação, trago hoje uma retrospectiva de um ano do projeto. Como sou natural de uma comunidade do campo, ao longo de minha vida não sabia exatamente o que era novo em uma notícia, apesar de gostar de...