Capivari, suas atrações turísticas e seus festejos

A comunidade localizada no município do Serro-MG é conhecida pelos seus atrativos naturais e possui particularidades como o 'Teatro Cantado', apresentado por moradores.

Por: Eni Elizabete Marques Ribeiro

 Vista da chegada de Capivari 

Fundada por famílias de escravos liberados, a comunidade de Capivari está localizada no Alto Jequitinhonha, aos pés do Pico do Itambé e a 27 km da sede do município de Serro, do qual faz parte, no estado de Minas Gerais. Tem aproximadamente 123 famílias e em torno de 490 habitantes. No tempo em que o município do Serro era o centro social da região e se chamava Ivituruy e a vizinha Diamantina, hoje conhecida como um polo local importante, ainda se chamava Arraial do Tijuco, havia na região as presenças de Dona Carlota e Dona Francisca Aguiar (dona Chiquinha). Ambas foram fazendeiras muito poderosas, donas de muitas terras e escravos. Com a abolição da escravatura, em 1888, deixaram propriedades e bens para o sustento das comunidades de escravos liberados, que naquela época se dedicaram a cultivar a roça e ao garimpo.

Capivari é muito conhecida pelos seus atrativos naturais: como a vista do Pico do Itambé, a Cachoeira do Tempo Perdido, a Cachoeira dos Coqueiros, a Cachoeira do Amaral, a Cachoeira das três Marias.

 Na arquitetura, destaca-se a antiga Capelinha de Bom Jesus, um dos cartões postais de Capivari, que foi fundada em 1808, bem antes da comunidade ser constituída e foi só mais tarde ampliada e reformada.

Chama também a atenção o calendário de celebrações religiosas da comunidade. Uma das mais conhecidas é a festa de Nossa Senhora de Aparecida e Senhor de Boa Vida, celebrada em outubro.

Imagem da festa de Nossa Senhora Aparecida

A peculiaridade desta festividade é a simulação da saída da imagem da Nossa Senhora das Águas, feita no Córrego Rico. Esta festividade ficou por um tempo esquecida e agora está sendo recuperada. Outros eventos importantes são as festas de Sto. Antonio e São João em junho.

Outro atrativo famoso da comunidade é o Teatro Cantado de Capivari. Criado por Maria Pinto com a intenção de arrecadar dinheiro para construir a igreja de São Geraldo, há mais de 60 anos, foi retomado em 1998, com a chegada do turismo, completando 21 anos agora em 2019. Com o novo nome de 'Quatro Gerações', a peça teatral cantada faz alusão às origens de Capivari, quatro gerações atrás, e apresenta aspectos da comunidade.

Imagem do Teatro em Capivai

Para conhecer mais sobre a comunidade, você pode visitar diretamente o local e caminhar pelas trilhas ornamentadas por orquídeas e sempre-vivas; refrescar-se nas mais lindas cachoeiras de toda a região; assistir ao nascer do sol no Pico do Itambé e o pôr do sol na Serra do Raio; assistir a peça de Teatro Cantado; conhecer as celebrações locais, os pratos mineiros no fogão a lenha, o queijo artesanal, o café torrado em casa, e sobretudo, ser recebido pelas pessoas humildes e acolhedoras que moram em Capivari.

Vejam outras imagens deste lugar maravilhoso

Crédito das imagens: Marcus Pavani e Eni Marques

Veja também

Reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), com parceria com a EMATER (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural), busca esclarecimentos acerca do cooperativismo para produtores rurais no município de Ataléia-MG.