BIODIVERSIDADE DO CERRADO É TEMA DE PROJETO EM RIO PARDO DE MINAS-MG

A comunidade Tradicional Geraizeira do Moreira está localizada a 18 km do Município de Rio Pardo de Minas, no norte de Minas Gerais, e há alguns anos tem se contado com a colaboração e atuação do projeto Bem Diverso dentro da comunidade.

Por: Tatiane Mendes Sousa

Atividade do projeto Bem Diverso: Intercambio entre comunidades. Joelma Ribeiro.  2018.
Atividade do projeto Bem Diverso: Intercambio entre comunidades. Joelma Ribeiro. 2018.

O Bem Diverso é um projeto de pesquisa do Embrapa, com parceria do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), que começou a atuar na comunidade do Moreira no dia em maio de 2016. Tem como objetivo de trabalhar com a biodiversidade do cerrado, especificamente com o coquinho azedo, fruto típico da comunidade. De acordo com o site do Projeto Bem Diverso, seu objetivo é:

(...) contribuir para a conservação da biodiversidade brasileira em paisagens de múltiplos usos por meio do manejo sustentável da sociobiodiversidade e de (SAFs), de modo a assegurar os modos de vida das comunidades tradicionais e agricultores familiares, gerando renda e melhorando a qualidade de vida. (PROJETO BEM DIVERSO).

Inicialmente, para execução dos trabalhos, o projeto foi apresentado à comunidade, que aceitou fazer parte dessa pesquisa e desse trabalho. Mais adiante, foram iniciadas as ações dentro da comunidade em parceria com outros colaboradores, como o STTR (Sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras rurais de Rio Pardo de Minas) e o CAA (Centro de agricultura alternativa do norte de Minas). Juntamente à comunidade, essas entidades produziram e elaboraram documentos para o reconhecimento legal da comunidade. Dentre esse material, destaca-se um laudo antropológico, que consolida a comunidade do Moreira como Tradicional Geraizeira. Trabalhos com o meio ambiente também foram feitos, como por exemplo: laudo de impacto ambiental, plantação de mudas e cerceamento das nascentes. Tudo isso visando à recuperação do meio ambiente, na esperança da volta da água nas nascentes que já secaram.

O projeto trabalhou e trabalha com crianças, jovens, adultos e também com os mais idosos. Foram realizadas oficinas para monitoramento de coquinho azedo, pesquisas sobre os frutos do cerrado, entre outras. Atualmente estão sendo feitas reuniões para o planejamento anual do que será feito na comunidade.

A atuação do projeto só veio impulsionar a luta na comunidade, que é contra o monocultivo de eucalipto na área de recarga. Desse modo, o projeto nos fortaleceu nessa luta pela volta da água, trazendo com os trabalhos realizados, em especial, ferramentas para a busca desse objetivo.

Referências

PROJETO BEM DIVERSO. Quem somos. www. Disponivel em: < https://www.bemdiverso.org.br/ >. Acesso em: 29 abr. 2019.

Veja também

A Marcha das Margaridas deste ano teve como tema "A Marcha das Margaridas na luta por um Brasil com soberania popular, democracia, justiça, igualdade e livre de violência". A sexta edição do evento reuniu cerca de 100 mil mulheres em Marcha em direção à Esplanada dos Ministérios.