1º CAVALGADA DA FAZENDA RODEIO MOVIMENTA OURO VERDE DE MINAS

O evento foi proposto por seus idealizadores como uma forma de valorizar os costumes da região.

por Tatiane Rodrigues de Souza e Marcio Feliciano Barbosa

Aconteceu em 30 de março de 2019, em Ouro Verde de Minas, a 1ª Cavalgada da Fazenda Rodeio. O evento teve como objetivo promover uma confraternização entre os amigos cavaleiros da região. As atividades começaram por volta das oito horas da manhã, com um reforçado café da manhã disponibilizado a aproximadamente 200 pessoas que participaram dessa abertura. O percurso foi de aproximadamente 12 km, com um quantitativo de 250 a 300 cavaleiros. O proprietário da Fazenda Rodeio, Gerson Colen, disponibilizou o local como ponto de encontro principal de todos os cavaleiros que participaram do evento, organizado por Simão Pedro e Kaique Colen.

Após a chegada dos cavaleiros, as festividades da noite contaram com o show de cantores da região: Gabriel Costa, Rony dos Teclados e Romário Amaral. Outros atrativos foram os sorteios e entregas de brindes - canecas e copos personalizados, bem como camisas da cavalgada. Além disso, foi promovido um leilão de pinga Três Coroas, que é uma das marcas mais apreciadas pela população. Também foi destaque do evento a eleição de rainha da cavalgada. Cinco patrocinadores do evento tinham a missão de escolher a amazonas com os trajes mais representativos em relação àquelas festividades.

A vencedora do concurso foi uma moradora da cidade de Ouro Verde, Giovanna Santos. Ela afirma que: "Participar das cavalgadas é uma sensação de prazer e realização! É um evento que faz parte da minha tradição e que faz meus olhos realmente brilharem toda vez que participo. Ser eleita a Rainha da Cavalgada da Fazenda Rodeio foi um prazer enorme, muito grata por essa oportunidade maravilhosa que foi poder representar tantas outras meninas que, assim como eu, carregam consigo uma paixão verdadeira pelo estilo country - que sempre digo que é mais que um estilo, é uma paixão! Foi maravilhosa a sensação, um momento único que ficará para sempre marcado!"

Para os participantes, a importância da cavalgada é de conservar e demonstrar a importância da cultura sertaneja e do campo, guardando assim, as tradições regionais sem deixá-las esquecidas no tempo. Para Rayane Alves Costa, uma das amazonas participante do evento: "Cavalgar significa mostrar de onde viemos, expor nossas raízes e origens. Cavalgar é mostrar quem realmente somos, cavalgar é mostrar a nossa face e os nossos valores".

De acordo com a polícia militar, havia aproximadamente de 550 a 600 pessoas na festa, das quais a maioria é de área rural, tanto de Ouro Verde de Minas e redondezas como de outras regiões. Essa ação entre amigos - cada um com seu cavalo - que contou com a participação de pessoas de toda a cidade, foi considerada uma prévia do grande evento que ocorre no mês de junho, a festa do "Ouroverdense Ausente" que ocorre no dia de São João Batista, padroeiro da cidade. As cavalgadas na região ocorrem também em cidades vizinhas a Ouro Verde de Minas, como Frei Gaspar e Ataléia. Assim, valorizam a diversidade de lugares e paisagens e contam com a recepção acolhedora e calorosa de cada um desses diferentes locais. 

 Os cavaleiros no percurso urbano de Ouro Verde de Minas para o encontro na fazenda de Gerson Colen.(Arquivo de Alessandra Rodrigues)
Os cavaleiros no percurso urbano de Ouro Verde de Minas para o encontro na fazenda de Gerson Colen.(Arquivo de Alessandra Rodrigues)

Veja também

Como alguém que acompanha de perto o projeto 'Olhares do Campo' desde seu início, quando atuava como bolsista ao fim de minha graduação, trago hoje uma retrospectiva de um ano do projeto. Como sou natural de uma comunidade do campo, ao longo de minha vida não sabia exatamente o que era novo em uma notícia, apesar de gostar de...